16 de jul de 2016

Vídeo Pornô: Darkroom

No quarto escuro

Por mais estranho que pareça, mesmo entre os gays mais baladeiros, há um público conservador, avesso às 'salas escuras', ao sexo à revelia, incluindo o fato de ter ou não perfil em aplicativo de pegação, preferindo o estilo "recatado" e até "do lar", em contrapartida ao que não seria "belo" (digno) de se fazer. Preferem o sexo atrelado somente ao amor.

Por outro lado, o darkroom, nome conhecido dos ambientes pouco iluminados ou totalmente no escuro, tradicionalmente presente em boates, cinemas pornô, clubes e saunas, entre outros locais projetados para atender aquele mesmo público, porém, interessado no cruising, fazendo portanto também parte da cultura erótica gay entre homens.

13 de jul de 2016

TV: Será que devemos mesmo comemorar a cena de sexo gay de "Liberdade, Liberdade"?

Festa ou ainda não

O comentário do dia foi a cena de sexo gay na novela das onze Liberdade, Liberdade (12/07/2016). Uma comemoração LGBT por romper com o tabu em exibir, na TV aberta, uma cena erótica entre dois homens, ainda que na teledramaturgia.

Mas, infelizmente, não vi com os mesmos olhos deslumbrados, complacentes e carentes de ostentação gay. O que vi foi um oficial capacho do intendente, demostrando constantemente fraquezas e fracassos no trabalho e, talvez, afogando suas mágoas e frustrações num romance clandestino (gay). Em tempos de crise (de audiência), um vale-tudo.

9 de jul de 2016

Ginástica rítmica e nado sincronizado masculino?!

Jogos Olímpicos

A 31ª edição dos Jogos Olímpicos de Verão acontece daqui há um mês, no Rio, e uma curiosidade surge entre as modalidades olímpicas, especialmente em tempos onde a quebra de tabu debate a igualdade de gêneros: Por que não tem ginástica rítmica ou nado sincronizado masculino? E, já adiantando, mesmo que seja "coisa de viado", qual seria o problema?